Posts filed under ‘flores’

FLORAL MARACUJÁ | BALI BLUE

 

floral maracuja

Lançada recentemente pela Bali Blue, minha quarta canga, intitulada FLORAL MARACUJÁ, apresenta 6 opções de cor. Na verdade, apenas a tonalidade do fundo varia sob as macro flores de maracujá. Assim, temos a mesma composição sobre fundo branco, amarelo, vermelho, azul, verde e preto — como pode ser visto em detalhe nas imagens a seguir:

floral maracuja fundo branco

FLORAL MARACUJÁ fundo branco

floral maracuja fundo amarelo

FLORAL MARACUJÁ fundo amarelo

floral maracuja fundo vermelho

FLORAL MARACUJÁ fundo vermelho

floral maracuja fundo azul

FLORAL MARACUJÁ fundo azul

floral maracuja fundo verde

FLORAL MARACUJÁ fundo verde

floral maracuja fundo preto

FLORAL MARACUJÁ fundo preto

Aproveito a oportunidade para informar que a canga HIBISCO TROPICAL acaba de ser produzida numa versão com estampa menor e sem franja, para quem não se contenta em usar o produto apenas sobre a areia e explora outras possibilidades como a confecção de vestidos, saias, blusas, etc.

hibisco tropical

A canga sem franja (ver detalhe abaixo) tem tamanho diferenciado, medindo 1.20 m de largura por 2.00 m de comprimento, dimensões ideais para quem gosta de dar asas à imaginação.

hibisco tropical

Outra novidade: a estampa da canga IPANEMA-LEBLON TROPICAL foi aplicada em outros produtos, como mini-moleskine  e caixinha de MDF.

caixinha mdf

Caixinha em MDF retangular medindo 10 cm x 7 cm x 5 cm.

moleskine

Mini-moleskine confeccionado com folhas de papel reciclado e marcador interno de páginas, medindo 14 cm x 10 cm.

bali blue

Os produtos da Bali Blue podem ser adquiridos diretamente aqui no Rio na loja em Copacabana, na Rua Santa Clara, 33 / 302. As cangas podem ser adquiridas também na loja virtual, acessível através do link a seguir:  http://www2.ciashop.com.br/baliblue/

18 janeiro 2014 at 19:25 2 comentários

CURSO DE ESTAMPAS VEGETAIS | ALGUNS RESULTADOS

No último post de 2012, gostaria de compartilhar com os leitores do blog parte do resultado final do Curso de Estampas a partir de Referências Vegetais, ministrado por mim recentemente no SENAI-CETIQT. Minha proposta, depois de apresentar sete técnicas para criação de estampas, era dar a maior liberdade possível aos alunos a fim de que obtivessem resultados originais aproveitando os ensinamentos segundo suas aptidões. Propus que cada um criasse uma coleção de lenços (medindo 70 cm X 70 cm) explorando as técnicas mostradas. Apesar de ser um curso de curta duração e com pouco tempo para desenvolvimento das estampas, fiquei bastante satisfeito com o resultado, pois os participantes seguiram seus instintos e habilidades não se prendendo estritamente ao que apresentei a eles, mas experimentando novas possibilidades a partir do conteúdo oferecido — justamente a minha intenção, ainda que eu não a tivesse revelado a princípio. A seguir, imagens de resultados obtidos por alguns dos alunos.

Cléo Rocha

Cléo Rocha | técnica mista: desenho de observação + aplicação de textura

Renata Paes Barretto

Renata Paes Barretto | imagem recortada + ajustes de cor

Renata Paes Barretto

Renata Paes Barretto | imagem espelhada + ajustes de cor

Nelma Olivier

Nelma Olivier | imagem recortada

Nelma Olivier

Nelma Olivier | desenho de observação

Érica Miranda

Érica Miranda | imagem espelhada

Érica Miranda

Érica Miranda | imagem recortada + filtros

Karina Werner

Karina Werner | técnica mista: desenho de observação + imagem recortada

Karina Werner

Karina Werner | imagem recortada + ajustes de cor

Mônica Lidizzia

Mônica Lidizzia | técnica mista: vetorização + espelhamento + imagem filtrada

Como mencionei acima, o objetivo do curso era apresentar algumas técnicas para criação de estampas e estimular cada aluno a utilizá-las da maneira que julgassem mais apropriada aos seus conhecimentos e domínio dos programas. Orientei cada participante, de forma individual, mostrando de que modo poderiam obter estampas atrativas conforme o partido que adotaram, mas o mérito pelo resultado final é inteiramente deles, que compreenderam a importância de experimentar o novo e testar a si mesmos. Considero relevante pensar nas estampas acima não apenas como os pequenos quadrados mostrados, mas aplicadas em tecidos finos (seda, voil, etc.) nos quais o brilho, a transparência, o caimento e as reais proporções, sem dúvida, valorizariam ainda mais as sutilezas e detalhes dos resultados obtidos.

20 dezembro 2012 at 13:21 20 comentários

MAR DE ROSAS

Como já mencionei aqui no blog, a fotografia (sobretudo as imagens feitas por mim mesmo) tem sido constante fonte de inspiração e referência no meu trabalho. Direta ou indiretamente, as fotos podem ser aproveitadas de diferentes formas na criação de uma estampa.

A imagem de uma rosa que fotografei no Jardim Botânico do Rio, serviu como base para algumas intervenções que originaram a estampa abaixo — obtida através de técnica mista. Inicialmente, usando o Photoshop, a flor da foto foi recortada e tratada com o filtro Conté Crayon, a fim de redefinir suas cores, luzes e sombras. Como na imagem original não apareciam as folhas inteiras da roseira, escaneei uma folha coletada no jardim do meu prédio. Na mesma folha escaneada e recortada, foram aplicados dois filtros distintos (Conté Crayon e Photocopy) que proporcionaram efeitos diferentes.

Aproveitando a fotografia original, redesenhei, à mão-livre, sobre papel vegetal, os contornos e sombras da rosa, usando grafite. Fiz mais um redesenho, também em papel vegetal, usando lápis de cor, para capturar apenas o contorno na flor. Os dois desenhos foram escaneados, sendo que no realizado com lápis de cor foi aplicado o filtro Stamp; no desenho feito com grafite não foi aplicado filtro algum.

Posteriormente, com todos os motivos elaborados, criei a composição procurando mesclar os elementos de forma equilibrada, dando ênfase às rosas bicolores e folhas, deixando os desenhos feitos à mão-livre (contornos e chapados) para preencher o fundo. Assim, usando somente duas referências vegetais (foto da rosa e folha escaneada), mas tirando partido de diferentes efeitos e combinações de cores, foi possível criar uma estampa rica e diversificada. Nas padronagens acima, com a modificação apenas das tonalidades das folhas e do fundo, foram obtidas duas possibilidades cromáticas: uma mais luminosa e fresca, outra mais “dramática” e marcante.

2 julho 2012 at 0:14 12 comentários

AVATAR DAYS

TENDÊNCIA 2013 | TREND 2013 | Texitura

Avatar Days | Texitura Printing Design Magazine | pag. 70

Avatar Days | Texitura Printing Design Magazine | pag. 71

27 fevereiro 2012 at 0:05 16 comentários

Posts antigos


Padronagens & Afins

Sobre mim

Follow padronagens & afins on WordPress.com

Meu Instagram

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Digite seu e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas postagens.
Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 663 outros seguidores

Meus Tweets

Arquivos

Calendário

julho 2019
S T Q Q S S D
« jan    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Estatísticas

  • 871.102 visitas